EMPRESA


A começar por onde está instalado, tudo no Empório do Largo tem uma história. O restaurante está em uma das construções mais antigas de Morretes, uma casa de 1733, que pertenceu ao fundador da cidade, João de Almeida.


Inaugurado em 2008, a fachada da casa preserva as características originais da construção, mas o espaço interno foi reformado e deu espaço a um amplo salão com vista para o Rio Nhundiaquara. Na decoração, chama a atenção os móveis antigos – herdados de avós e bisavós do propietário ou adquiridos em lojas de antiguidades e outros construídos com peças de demolição, a maioria garimpada ao longo de anos.


A mesa que ocupa o centro do Salão, por exemplo,

foi feita com uma porta da Usina Hidrelétrica Marumbi e é sustentada por tambores de latão. Em uma das mesas é possível sentar-se em um antigo banco de trem, feito de madeira.

A sofisticação do ambiente, conquistada a partir da combinação de peças simples, também está presente no cardápio, que procura harmonizar o tradicional Barreado, preservando sua receita original, com pratos a base de frutos do mar. Além disso, o Empório do Largo procura utilizar ingredientes de produtores e fornecedores locais ou próximos, incentivando assim a gastronomia sustentável. Você terá o prazer de saborear delicosos pratos em um ambiente aconchegante, sob a sombra de uma belíssima seringueira às margens do Rio Nhundiaquara.

EMPRESA


A começar por onde está instalado, tudo no Empório do Largo tem uma história. O restaurante está em uma das construções mais antigas de Morretes, uma casa de 1733, que pertenceu ao fundador da cidade, João de Almeida.


Inaugurado em 2008, a fachada da casa preserva as características originais da construção, mas o espaço interno foi reformado e deu espaço a um a salão com vista para o Rio Nhundiaquara. Na decoração, chama a atenção os móveis antigos – herdados de avós e bisavós do propietário ou adquiridos em lojas de antiguidades e outros constru com peças de demolição, a maioria garimpada ao longo de anos.


A mesa que ocupa o centro do Salão, por exemplo, foi feita com uma porta da Usina Hidrelétrica Marumbi e é sustentada por tambores de latão. Em uma das mesas é possível sentar-se em um antigo banco de trem, feito de madeira.


A sofisticação do ambiente, conquistada a partir da combinação de peças simples, também está presente no cardápio, que procura harmonizar o tradicional Barreado, preservando sua receita original, com pratos a base de frutos do mar. Além disso, o Empório do Largo procura utilizar ingredientes de produtores e fornecedores locais ou próximos, incentivando assim a gastronomia sustentável. Você terá o prazer de saborear delicosos pratos em um ambiente aconchegante, sob a sombra de uma belíssima seringueira às margens do Rio Nhundiaquara.